+ Revista TUdo

Intolerância alimentar: saiba a importância de diagnosticar e adequar o cardápio

Escrito em 03/05/2021
Revista Tudo


Quando se mastiga durante uma refeição, o organismo precisa digerir o que é engolido. Uma das etapas dessa ação é a absorção dos nutrientes que estão nos alimentos. Contudo, quando há uma dificuldade no processo digestivo, ou seja, quando a assimilação dos nutrientes pelo organismo se torna difícil ou inviável, ocorre o que é chamado de intolerância alimentar.

Conforme dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), aproximadamente 1% da população mundial sofre com uma doença denominada celíaca. Só para entender, é um problema autoimune que ataca o próprio organismo interferindo na absorção de nutrientes. A intolerância, nesse caso, é ao glúten, proteína contida em vários alimentos como, por exemplo, na aveia, no trigo, na cevada e também no centeio.

Para completar, a celíaca é uma doença genética e independe da idade para surgir. Ou seja, a pessoa segue ótima por um bom período da vida e, de repente, surge o problema.

Diagnóstico

A importância do diagnóstico nesse e em outros casos de intolerância alimentar como a lactose por exemplo, é imprescindível. Na consulta, o médico determinará quais exames serão necessários e o tratamento a ser feito.

A Transduson realiza três exames fundamentais para diagnóstico de intolerância alimentar (A59, A109 e A200), todos eles em amostras de sangue. As análises são essenciais para que um especialista, ao verificá-las, possa orientar o paciente no que se refere a adequação do cardápio, que é relevante para prevenção e tratamento de doenças que podem ocorrer quando a pessoa tem intolerância à alguns alimentos. 

 




TRANSDUSON MEDICINA DIAGNÓSTICA AVANÇADA – 30 anos de tradição na Zona Oeste. Um centro de diagnósticos completo e moderno em Carapicuíba e Alphaville.

Informações e agendamentos:

11 2222-1130 (WhatsApp)

www.transduson.com.br