+ Revista TUdo

Óleos Vegetais

Escrito em 08/11/2020
Revista Tudo


Há quem diga que os óleos vegetais valem um cosmético e já são co-protagonistas no mercado da beleza

Organismo funcionando que é uma beleza e pele lisinha como a de um bebê. Esses são alguns dos benefícios dos óleos vegetais. Diferente do que muita gente pensa, as gorduras extraídas da vegetação são alimentos essenciais para nossa saúde e fundamentais em qualquer dieta, além de serem aliados da gastronomia, seja qual for o estilo.

No nosso corpo, fornecem ácidos graxos - monocarboxílicos obtidos a partir de óleos e gorduras -, são protetores e transportadores de vitaminas lipossolúveis - vitaminas solúveis em lipídios e insolúveis em água que são absorvidas junto com as gorduras da dieta - e possuem ação lubrificante; produzem hormônios e contribuem para uma série de outras atividades. 

Parte dos brasileiros já opta pelos óleos de origem vegetal, uma vez que garantem uma quantidade menor de gorduras saturadas, prejudiciais ao coração.


O óleo de soja ainda é um dos mais consumidos devido ao seu preço mais acessível e sabor - que é mais suave quando comparado aos outros óleos - e tem percentual de gordura saturada de 15%. Ou seja, possui 85% de gordura insaturada. Já o óleo de milho contém uma boa quantidade de ácido linoleico, conhecido pelo seu potencial anti-inflamatório. Com um percentual de gordura saturada de 13%, pode ser uma boa alternativa para substituir o óleo de soja.

E quando o óleo de soja começa a fazer mal?
O ponto de fumaça de um óleo é a temperatura na qual as gorduras começam a se decompor e oxidar. Isso resulta na formação de compostos nocivos e causadores de doenças, chamados radicais livres, que podem causar estresse oxidativo no organismo.

> Azeite de Oliva

Muito utilizado na culinária, é extraído das azeitonas e adorado pelo seu sabor. É conhecido por ser benéfico ao coração pela alta quantidade de gordura monoinsaturada e baixa saturada, favorecendo no controle do colesterol.

Vale lembrar que o azeite é indicado para as finalizações dos pratos, já que quando exposto à altas temperaturas, deixa de ser considerado uma gordura do bem e perde suas propriedades antioxidantes. No entanto, estudos mais recentes comprovaram que a própria composição do azeite faz com que as perdas sofridas durante o aquecimento não sejam significativas.

Sempre que possível opte pelo extra virgem que não é refinado.

Atenção
Estudos revelam que a batata frita em azeite de oliva extra virgem é mais saudável que a frita em óleos refinados de soja ou de girassol, por exemplo.

 

 



Por ser uma gordura, o azeite é um alimento naturalmente calórico. Uma colher de sopa (8 ml) contém, em média, 72 Kcal.

> Óleo de coco

Apresenta ação anti-inflamatória, pode ter ação protetora ao fígado contra os efeitos do álcool e tem ação antioxidante, evitando o envelhecimento precoce das células. É também cicatrizante e hidratante.

Rapidamente metabolizado pelo nosso organismo, é rico em vitamina E e na culinária, pode ser usado quente ou frio, combinando com saladas, grelhados, massas, entre outros.



Imunidade lá em cima O óleo de coco é um alimento funcional formado por triglicerídeos de cadeia média, que em contato com o estômago se transformam em monolaurina - um potente antibactericida, antifúngico e antiviral, ou seja, age diretamente na imunidade.

 

> Óleo de Gergelim

Como grande parte dos óleos vegetais, é rico em ômega 3, 6, 9 e vitamina E. É também conhecido como “óleo de sésamo” e diversos estudos mostram a atividade oxidante que ele proporciona, garantindo uma maior longevidade e evitando diversas doenças. Resiste a altas temperaturas sem perder suas propriedades.

 

> Óleo de abacate

No grupo dos óleos funcionais, o óleo de abacate vem ganhando destaque por tantos benefícios que o seu uso proporciona. Estudos mostram que possui efeitos contra doenças cardiovasculares, de próstata, diabetes, e ainda auxilia no emagrecimento.

Pode ser consumido puro ou em molhos para saladas e finalização de pratos; não perde suas propriedades quando aquecido.

 



RECEITINHAS <3

● Molho para salada com óleo de coco

1/4 de xíc. (chá) de óleo de Coco

1/4 de xíc. (chá) de azeite extravirgem

1/4 de xíc. (chá) de vinagre de maçã (ou suco de limão)

1 col. (sopa) de água

1/2 col. (sopa) de sal

1 col. (café) de cúrcuma (opcional)

1 pitada de pimenta-do-reino


Modo de preparo:

Misturar todos os ingredientes e deixar descansar em temperatura ambiente por 1 hora; após esse período, levar a geladeira para refrigerar.

Para a pele

● Máscara facial de abacate

Ingredientes:  ¼ de abacate

Modo de preparo::

Amasse a fruta, acrescente uma colher de sobremesa de óleo de abacate e misture.

Limpe a pele e aplique a mistura. Deixe agir por 20 minutos.

Em seguida enxágue o rosto com água.
Atenção: Ele é denso, pesado e, de fato, mais adaptado à pele seca e madura

Você sabia?
É ótimo para suavizar peles que tem tendência a vermelhidão e irritação. Uma de suas vantagens é que, além de acessível, ele praticamente não tem aroma e é bem leve, com uma absorção ótima. É bacana para aplica