+ Revista TUdo

Faça dos limões, chocolate!

Escrito em 16/06/2020
Revista Tudo


 

Alexandre Costa, desde cedo, se mostrou um cara que aproveita as oportunidades que a vida lhe oferece. Aos 17 anos começou a revender chocolates. Bom vendedor que era, na Páscoa de 1988, conseguiu uma encomenda de 2 mil ovos de 50 gramas. Para sua surpresa, quando chegou na fábrica em que trabalhava, soube que eles não produziam ovos daquele peso. E aí começa sua história de aproveitar as oportunidades. Para atender o seu cliente, decidiu, ele mesmo, produzir os chocolates. Contratou uma senhora para ajudá-lo e, três dias depois, lá estava ele entregando a encomenda.

Com esta primeira venda por conta própria, ele teve um lucro de R$ 500,00. E este foi o capital inicial da Cacau Show, hoje, com 2.300 lojas espalhadas pelo Brasil. Alexandre Costa, o menino da história ali de cima, faturou seu primeiro milhão com apenas 26 anos.

O ano de 2020, certamente ficará marcado na história da empresa. A pandemia aqui no Brasil começou poucos dias antes da data mais importante do ano pra Cacau Show – a Páscoa. E engana-se quem pensa que eles foram pegos desprevenidos. A venda online da empresa aumentou 400% este ano. E no feriado da Páscoa anunciou uma doação de 1 milhão de ovos de chocolate para ONGs, comunidades vulneráveis, hospitais e empresas de serviços essenciais. Além disso, contribuiu com a compra de respiradores para o Estado de São Paulo, doando R$ 1 milhão.

Ou seja, uma empresa solidária e consciente, liderada por um empresário inteligente, humano e gente boa. Alexandre concedeu uma entrevista exclusiva à Revista TUdo, com bons exemplos de empreendedorismo, que você confere a seguir.

 

 



 

Você começou a Cacau Show lá atrás, em uma páscoa quando tinha apenas 17 anos. Como foi essa jornada até aqui? O que representa a Páscoa para você e o que representou a deste ano, especialmente.

Foi uma jornada de muitos aprendizados! Alguns erros, muitos acertos, acredito que estamos no caminho certo. A Páscoa é uma das datas mais importantes para nós, e é o momento de eu relembrar o início de tudo, então é muito especial. Com certeza, esse ano foi atípico, bem diferente de tudo que poderíamos imaginar, mas apesar de todas as adversidades continuamos dando o nosso melhor. Essa Páscoa fez com que todos ressignificássemos muitas coisas, então foi igualmente importante, apesar de diferente. 

Você imaginava que chegaria onde está hoje?! Em que momento você parou e pensou: estou crescendo.

Sempre sonhei em ter um negócio de muito sucesso. Pensar pequeno e pensar grande dá o mesmo trabalho, né?

 



Quais os maiores desafios enfrentados até hoje no comando da Cacau Show?

Acredito que estruturar um negócio que dê suporte para toda a cadeia, desde os produtores de cacau até nossos franqueados, que estão nas lojas todos os dias fazendo a Cacau Show chegar na casa de milhões de brasileiros. 

Você fez diversos cursos para se especializar em chocolates finos e, a cada dia, a Cacau Show inova nos sabores, sempre mantendo a qualidade. O que um chocolate Cacau Show precisa ter?

Primeiro de tudo qualidade, além de ser um produto com um custo benefício excelente. E acredito que todo o amor, carinho e cuidado que colocamos em todos os processos de fabricação também diz muito sobre o resultado.

Há ainda alguma coisa que você ainda queira realizar à frente da Cacau Show, após ter conquistado tanto?

Claro, uma vez que acredito cegamente que não podemos nos acomodar nunca. Sempre devemos estar em busca do novo. Hoje em dia o mundo muda muito rápido e precisamos acompanhar de perto as mudanças, nos manter atualizados e inovadores. 

E a que você atribui tanto sucesso e tantos recordes quebrados?

Ao trabalho incansável de todas as pessoas que estão comigo nessa deliciosa jornada que é a Cacau Show.

Como funciona a criação de novas ideias, sabores e produtos? Você ainda participa deste processo?

Sim, participo de todo o processo criativo e de sabores dos produtos; toda semana temos um comitê de inovação, onde criamos e acompanhamos tudo que acontece no mundo do chocolate. Sempre que consigo um tempinho, corro pra cozinha. É lá que a magia acontece. 

Você vê muita diferença no Alexandre empreendedor lá de 1988 e no de hoje?

Cresci e aprendi muito nessa trajetória. É uma construção, né? Mas com muitas coisas em comum ainda: mesma paixão e dedicação pelo negócio.  

Nossa venda online cresceu em 400% nessa páscoa!

E você acredita que teremos um novo cenário econômico e social, mundial, após a pandemia? Um novo modelo de fazer as coisas?

Sim. O novo já está aí... O que chamávamos de “normal” já ficou no passado e agora vamos passar por um processo de adaptação para a realidade. 

Novas formas de comprar, de interagir e socializar.

Que conselhos você daria a um empreendedor para enfrentar, sobreviver e conseguir ressignificar à crise?

Não desista dos sonhos e se adapte rápido! O Consumidor continua lá, talvez você só tenha que descobrir uma nova forma de vender, de entregar, de realizar o serviço.

E os apaixonados por chocolate, especialmente pelos produtos da sua marca, terão alguma novidade vinda por aí?!

Sempre temos novidades! E confesso que andei criativo nos últimos dias, aguardem..



E agora vamos falar dessa crise que nos atingiu este ano. Como a Cacau Show recebeu a crise? Quais medidas foram tomadas? 

Assim como todas as outras empresas do Brasil e do mundo, fomos pegos de surpresa e em um dos momentos mais importantes do ano para nós. No começo, não sabíamos como agir, mas fomos vivendo um dia de cada vez, fazendo nosso melhor, nos reinventando. Buscando soluções online para apoiar a nossa rede de franqueados com as vendas.  Ficamos quase três meses com a indústria fechada e a maioria das lojas trabalhando exclusivamente com delivery e venda online. Enfim, foi um momento diferente, digamos, e cheio de aprendizados. 

E a venda on-line? Cresceu?

Nossa venda online cresceu em 400% nessa páscoa!

E você acredita que teremos um novo cenário econômico e social, mundial, após a pandemia? Um novo modelo de fazer as coisas?

Sim. O novo já está aí... O que chamávamos de “normal” já ficou no passado e agora vamos passar por um processo de adaptação para a realidade. 

Novas formas de comprar, de interagir e socializar.

Que conselhos você daria a um empreendedor para enfrentar, sobreviver e conseguir ressignificar à crise?

Não desista dos sonhos e se adapte rápido! O Consumidor continua lá, talvez você só tenha que descobrir uma nova forma de vender, de entregar, de realizar o serviço.

E os apaixonados por chocolate, especialmente pelos produtos da sua marca, terão alguma novidade vinda por aí?!

Sempre temos novidades! E confesso que andei criativo nos últimos dias, aguardem!



Instituto Cacau Show

Fundado em 24 de dezembro de 2009, em Itapevi (SP), o Instituto Cacau Show tem o objetivo de promover serviços, programas, projetos de proteção básica e direitos sócios assistenciais por meio de atividades educacionais, culturais, ambientais, esportivas, jurídicas e profissionalizantes, atingindo todas as faixas etárias. Com isso, o Instituto vem possibilitando uma melhor perspectiva de futuro à comunidade menos favorecida de Itapevi e região.

Para aumentar o limite de atendimento, o Instituto Cacau Show realizou uma parceria com o Núcleo Betânia. Para tanto, reformou todo espaço e, hoje, atende cerca de 500 pessoas, sendo 455 crianças e adolescentes, com aulas de esporte, informática e reforço escolar; e quase 50 ‘jovens idosos’, com arte terapia, alongamento e música.

Já as instituições de Itapevi, cadastradas no Instituto, receberam a doação de 52 toneladas de chocolates, atingido uma média de 36.650 pessoas por mês, somente em 2011. Outra ação que rendeu bons frutos foi a Campanha do Agasalho do Instituto Cacau Show, que arrecadou 600 cobertores, entregues no período de inverno à comunidade menos favorecida da região.