+ Revista TUdo

O Coração da Casa!

Escrito em 17/02/2020
Revista Tudo


Coração do lar, a cozinha é o centro familiar da casa, onde todos se encontram e se alimentam não só de comida, mas também de histórias e amor. Por isso mesmo, ao longo dos anos, esse ambiente deixou de ficar escondido atrás das paredes para estar integrado às áreas sociais. 

Mais do que bonita, a cozinha deve ser funcional, segura e higiênica! Ao projetá-la, a primeira preocupação deve ser com o trabalho: onde serão realizadas as atividades principais de preparar, cozinhar e armazenar?  Após muitos estudos, concluiu-se que a maneira mais eficiente de posicionar geladeira, pia e fogão é de modo a formarem um triângulo! Essa disposição facilita o dia a dia, encurtando as distâncias percorridas durante as movimentações mais repetidamente feitas: 1) retirar o alimento da geladeira; 2) Colocá-lo sob a pia e 3) Levá-lo ao fogão. Nesse layout, é preferível que o fogão seja posicionado ao lado da pia e a geladeira na parte de trás (deixando o frio mais longe do quente). Caso a triangulação não seja possível, o ideal é que a pia fique entre o fogão e a geladeira permitindo, assim, que a geladeira possa ser acessada sem ter que passar pelo fogão. 



Fotografo: Kadu Lopes Nessa cozinha, diferentemente das outras, a cor é a principal protagonista. Ela faz a vez de decoração, já que chama bastante atenção e ocupa uma superfície grande da marcenaria da cozinha desse projeto. Para ficarem mais discretos, os eletros e metais escolhidos foram pretos, camuflando-se com o fundo da área da pia. Detalhe: observem que, nesse caso, não foi possível dispor os elementos de maneira a formarem o triângulo de serviço. Porém, vemos que a pia se encontra entre o fogão e a geladeira.

Uma boa iluminação é vital em qualquer cozinha, principalmente na área de preparo dos alimentos, para que se evite acidentes! Sempre que possível, opte pela iluminação natural, pois além de ser mais agradável, o sol é uma espécie de higienizador natural (fora a economia na sua conta de luz!). A iluminação artificial deve ser bem pensada para que o preparo de alimentos seja eficiente inclusive à noite, com fontes luminosas posicionadas de tal maneira que bancada, fogão e pia fiquem bem claros, sem projeção da sombra daquele que estiver cozinhando.  

Tão importante quanto um bom projeto é a organização da sua cozinha. Ela é fundamental não só na estética do ambiente, mas também na garantia do bom funcionamento diário. Não negligencie armários e prateleiras, procure por modelos espaçosos, que permitam armazenar o maior número de itens. A opção por fazê-los sem porta ou deixar os utensílios 100% a mostra, apesar de linda (se você for extremamente organizado), pode não ser a ideal para quem cozinha todos os dias no ambiente, pois as peças engorduram muito rápido. 



Fotografo: Renato Navarro. Bom exemplo do uso de cores: base neutra e sóbria, com madeira e tons de cinza e alguns nichos de destaque em laranja vibrante! A marcenaria também serviu de moldura para a linda natureza vista pela janela e contribuiu para a iluminação natural!

Caso sua cozinha seja compacta, opte por cores claras, tanto nas paredes quanto na marcenaria, pois isso dará a impressão de que o espaço é maior. Invista em armários planejados que permitam aproveitar todo o espaço, além de modelos de eletrodomésticos embutidos, pois liberam a bancada. Evite colocar muitas banquetas ou uma mesa muito grande, por exemplo. Uma boa coifa pode ajudar bastante na higienização, já que o ambiente não é tão grande para dispersar o vapor e cheiros de comida. 

Na busca por equilíbrio entre beleza e utilidade, não tenha preguiça ao escolher os acabamentos e revestimentos desse ambiente. O piso de uma cozinha deve ser fácil de lavar e não acumular sujeira. Hoje existem muitas opções bonitas no mercado, feitas em material que exige pouca manutenção. Os mais usados continuam sendo a cerâmica, o granito e porcelanato. Os tampos das bancadas podem ser de granito, aço inox ou pedras sintéticas, como QuartzoStone, que resiste ao calor e não mancha, esses últimos, porém, com custo um pouco mais elevado. Nas paredes, aquela ideia de que era necessário aplicar revestimento cerâmico em tudo ficou para trás. Graças à potência das coifas, hoje é possível aplicar apenas massa corrida e tinta lavável, deixando só na bancada da pia e do fogão, um frontão de aproximadamente 25cm de altura, feito no mesmo material da bancada, para que a gordura e a água não estraguem a parede. 

A cozinha é um ambiente potencialmente perigoso, onde facas e fogo se encontram. Sendo assim, procure posicionar gavetas com utensílios cortantes e raladores, fora do alcance de crianças. Evite tapetes: uma pessoa carregando uma panela com óleo quente ou água fervente pode escorregar e causar um acidente gravíssimo. 

Na hora de projetar sua cozinha, você deve se perguntar qual é o seu estilo de vida e o que você deseja. O projeto de um ambiente para quem adora cozinhar e faz isso diariamente é muito diferente do feito para alguém que mal para em casa para comer. Conheça seus hábitos e seu estilo. 



Fotografo: Fran Parente Para os adeptos ao estilo mais indústria e arrojado, um belo exemplo de cozinha funcional, onde a marcenaria tem seu acabamento todo na cor preta. Em compensação, a área de trabalho pesado é clara, com granilite branco, possibilitando equilíbrio e auxiliando no preparo dos alimentos. Mais uma vez, pia e fogão dispostos lado a lado.

DICAS: 

Ponto hidráulico: Mexer na parte hidráulica aumenta significativamente o valor da obra. Junto com ela, vem a reposição dos azulejos ou a troca de todos. Se tiver que alterar somente um pouco as posições da cuba e torneiras de bancada, use os sifões e pontos de entrada de água flexíveis.  

Gás: Para não mexer no gás, atente-se ao fogão. Ao comprar um novo, veja as normas de segurança. O ponto de gás nunca pode ficar atrás do fogão e o registro tem que ter fácil acesso.  

Elétrica: Verifique a segurança da fiação. Caso não queira mexer na elétrica, terá que adequar o mobiliário novo aos pontos existentes. Normalmente cozinhas planejadas pedem para que os pontos sejam modificados, fique atento. No caso de fogões e fornos, veja normas de segurança, assim como as do gás. 



Fotografo: Renato Navarro. Projeto de Beatriz Dutra Um exemplo de cozinha super bem iluminada, com revestimentos claros. A bancada em pedra preta é uma boa pedida para área de alimentos, pois é difícil de manchar. A torre quente foi posicionada ao lado da geladeira, na parte de trás do fogão, concentrando serviços. Obs: Comparando as duas fotos, podemos ver que, apesar de integradas, cozinha e sala contam com pisos distintos. Na parte da sala, o piso é de madeira, enquanto que, na cozinha, optou-se pelo piso frio, mais fácil de limpar e mais seguro (além de mais claro, permitindo enxergar melhor possíveis sujeiras).