Notícias TUdo

Qual o futuro da EDUCAÇÃO?

Escrito em 31/05/2021
Revista Tudo


Internet ou presencial?

Como será daqui pra frente?

O ensino híbrido é uma das maiores tendências da educação no século XXI. É a metodologia que combina aprendizado online com o offline, em modelos que mesclam (por isso o termo blended, do inglês “misturar”) momentos em que o aluno estuda sozinho, de maneira virtual, com outros em que a aprendizagem ocorre de forma presencial, valorizando a interação entre pares e entre aluno e professor.

O principal passo para que um professor possa aplicar o ensino híbrido no aprendizado de um aluno é planejar muito bem a aula. Existem diversas técnicas nesse tipo de metodologia que os profissionais das instituições de ensino podem desenvolver com os alunos para que eles consigam incrementar sua organização e absorver melhor todos os ensinamentos.

Conceitos

Sala de aula invertida

Consiste em estudar a teoria de uma disciplina em casa, no ambiente virtual. 

Rotação de laboratório

A rotação de laboratório é um método que consiste na divisão da sala de aula em dois grupos, em que um deles é incumbido de realizar diversas tarefas em um ambiente virtual e o outro em um ambiente offline. Essa rotação ocorre por um período de tempo e, em seguida, os grupos se invertem. O método exige a utilização de laboratórios de informática e de ciências, salas de aula, entre outros.

Flex

Muito usado como metodologia do ensino híbrido na pandemia, o Flex dá protagonismo ao aluno e coloca o professor na posição de tutor e mediador para tirar dúvidas, motivar e organizar o estudo. 

À la Carte

Apesar de manter a escola física tradicional, o modelo oferece disciplinas que devem ser feitas 100% no ambiente virtual. 

Sistema híbrido

Ponto positivo: proporciona mais autonomia aos estudantes 

Desafio: capacitação do corpo docente e dos gestores para incluir o ensino híbrido como uma metodologia do plano de aula

O ensino híbrido na pandemia valoriza o protagonismo dos estudantes, oferecendo autonomia e desenvolvendo o aprendizado colaborativo entre os alunos.