Notícias TUdo

Vila Vida: Um residencial sênior com conceito revolucionário

Escrito em 09/08/2018
Revista Tudo


Institucionalizar um idoso pode ser a melhor decisão para ele mesmo e para a família

A Vila Vida, recém-inaugurada na Granja Viana, é um residencial sênior com um conceito revolucionário de cuidados, hospedagem e acolhimento.

 Em 20 anos o Brasil terá mais idosos do que crianças. Se assustou? Pois saiba que não se trata de um devaneio, mas, sim, de uma pesquisa recém-lançada pelo IBGE. Segundo o Instituto, em 2039 já haverá mais idosos do que crianças no país e em 2060, pasmem, a cada 4 brasileiros 1 terá mais de 65 anos.

Se por um lado as mulheres estão tendo filhos cada vez mais tarde, por outro, a expectativa de vida só aumenta.  Atualmente é de 72,7 anos para homens e 79,8 anos para mulheres, mas a projeção é alcançar 77,9 anos para homens e 84,2 anos para as mulheres em 2060.

Pensando nisso, um ousado grupo de médicos, empreendedores e investidores projetou a Vila Vida, um espaço que apresenta um novo conceito em cuidados especiais para o idoso. Trata-se de um residencial, com cara e jeito de vila, de casa, de aconchego... Segundo a Dra. Mariana Lamussi, médica geriatra responsável pela Vila Vida e uma das idealizadoras do projeto, o diferencial é justamente o fato de que a equipe assistencial e todos os ambientes são, desde o primeiro momento, totalmente voltados para o cuidado com o idoso. Mariana conta que sua experiência no consultório e no atendimento a idosos e suas famílias fez toda a diferença para pensar “do outro lado”, ou seja, do ponto de vista de quem passa pela mesma experiência, entende e sabe como lidar com a velhice.

O espaço de 3 mil m² oferece quatro modalidades de serviço: Residencial Sênior – para os pacientes que vão escolher morar lá; Centro Dia – para aqueles que vão usufruir da estrutura da Vila Vida por um dia; Estadia Temporária – para aqueles que buscam cuidados em período de curta duração; e Hospice – para os pacientes acamados ou em cuidados paliativos.

São apenas 33 suítes, com atendimento diferenciado de profissionais de saúde de diversas especialidades como geriatria, odontogeriatria, fonoaudiologia, psicologia, neuropsicologia, fisioterapia e terapia ocupacional, dedicados à preservação e melhoria da qualidade de vida dos residentes. A geriatra está todos os dias na Vila Vida, o que permite avaliar e acompanhar os residentes de modo contínuo. Em casos de intercorrências, há equipe de enfermagem 24 horas e convênio com ambulância.

O número reduzido de residentes é uma escolha e um diferencial. Para cada quatro residentes há um profissional disponível. Um número super à frente do mercado. Para as famílias e o convívio entre os próprios residentes também é um grande benefício. Desta forma, estreitam-se os vínculos. Os familiares, por sua vez, têm horário estendido de visitas – das 8h às 20h, podem usufruir da estrutura do local –  fazer as unhas ou jogar xadrez, o que permite um convívio como se estivessem em casa, mantendo as relações afetivas.

 



Restaurante São Paulo

Mas e a decisão ?

Sim. A decisão de institucionalizar um idoso, de levá-lo para morar em um local como a Vila Vida, é carregada de culpa e preconceitos. A Dra. Mariana explica: “-Temos memórias e referências muito ruins, culturalmente falando, de residências para idosos, o que antes era conhecido como asilo. Isso faz com que a família adie a decisão e só a tome, de fato, quando está no limite. E isso é ruim para todos os envolvidos. Minha experiência me diz que quando chega a esse ponto, precisamos cuidar do idoso, mas também do cuidador”.  Ou seja, mesmo sabendo da necessidade e da urgência de pedir ajuda, as famílias se sentem culpadas e envergonhadas, mas ela esclarece que o que faz as famílias mudarem sua visão e se convencerem da decisão acertada é quando a conversa gira em torno do vínculo. “-Nós trabalhamos para manter os vínculos afetivos. É muito triste e desgastante uma pessoa estar com a mãe doente, acamada,  difícil de lidar e cuidar. O que explicamos é que embora ela se sinta culpada, é perfeitamente natural e humano. As pessoas não foram preparadas para cuidar de idosos e lidar com todo o resto que acompanha estes cuidados. Não temos essa cultura no Brasil. Então, quando familiares chegam aqui e conversamos sobre as dificuldades de cuidar de um idoso, eles entendem que estão tomando a melhor decisão, ou seja, de seguir amando aquele idoso, mantendo as boas recordações”.

Além disso, estar em um local com profissionais treinados e capacitados, permite uma qualidade de vida muito melhor do que a família poderia proporcionar em casa. Conviver com outros idosos também é super saudável, uma vez que eles se sentem acolhidos, têm histórias e experiências para compartilhar e a solidão, tão comum em idosos, nem passa perto.

O processo de admissão também é muito criterioso. Uma vez feita a visita, a família e o idoso são avaliados pelo corpo clínico. Também é fundamental que o idoso seja ouvido e participe do processo. A Dra. Mariana leva as famílias a refletir: “-Pergunte a você mesmo: você gostaria que outras pessoas decidissem, sem seu consentimento, onde você iria morar ou o que deveria fazer?”

 

 



Sala Hebe Camargo

Instalações:

Na Vila Vida são 3 mil metros quadrados divididos em:

·       Quartos com TV, telefone, ar condicionado quente e frio, armários planejados, chamada de enfermagem e cofre digital;

·       Academia de ginástica; 

·       Jacuzzi; 

·       Espaço para massagem; 

·       Cinema; 

·       Biblioteca; 

·       Sala de jogos; 

·       Salão de beleza; 

·       Consultórios médico e odontológico; 

·       Sala de estar com piano de cauda; 

·       Solarium com árvores frutíferas e horta;

·       Restaurantes interno e externo; 

·       Espaço ecumênico;

·       Áreas para integração e convivência.

 

 

 



Salão de Beleza Sophia Loren

Residencial Sênior:  Moradia de longa permanência

Centro Dia: Atividades voltadas para a socialização dos residentes com os não-residentes

Estadias Temporárias: Recuperação pós-operatória e estadias de curta duração

Hospice: Cuidados paliativos

“Nossa visão, aliada à sólida experiência em medicina geriátrica, permitiu que as melhores práticas observadas no mercado fossem aperfeiçoadas, resultando em excelência e inovação. Conjugar o conforto, o bem-estar e a assistência em saúde que a terceira idade merece, com a segurança, o atendimento e a eficiência que os familiares esperam, é a fórmula seguida pela Vila Vida para fazer diferente”. Dra. Mariana Lamussi, geriatra

 



Spa

O Dia a Dia

E como é a rotina dos idosos residentes na Vila Vida? 

A Dra. Mariana explica que há uma programação diária com terapias em grupo que incluem: recreação, atividade física, fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, atendimento médico, atendimento odontológico, jardinagem, refeições e áreas para descanso.

Uma vez por mês há uma festa temática, para fortalecer o vínculo com a família. E aos domingos um cardápio especial, de domingo mesmo, como acontece na nossa casa, explica Dra. Mariana.

Ela também conta que caso uma família se descuide e não apareça para visitar o idoso, os profissionais entram em contato para verificar o que está acontecendo e tentar auxiliar, de alguma forma.

Envelhecer não é fácil, mas é um processo natural, e desta forma deve ser encarado. Devemos nos preparar para quando chegar a nossa vez e nos preparar ainda melhor para cuidar dos nossos familiares. E se for o caso, sim, procurar um local especializado como a Vila Vida. Amor tem a ver com cuidado. Delegar, compartilhar e dividir este cuidado fortalece ainda mais o amor!

 



Restaurante São Paulo


Vila Vida 

Rua José Felix de Oliveira, 1914 

Granja Viana – Cotia-SP

Tel 11 2424-7720 

www.vilavida.com.br