Notícias TUdo

Amar ou não amar o corpo, eis a questão

Escrito em 13/08/2018
Revista Tudo


Não é possível amar aquilo que nos escraviza. Não é possível amar, impunes, aquilo que mutilamos, plastificamos. Não podemos amar o ignorado, o não conhecido, o não sentido. Como amar o que, no fundo, não aceitamos?

Aceitar que sou também, mas não apenas, o corpo que tenho, suportar a mim mesmo neste corpo e não em outro, imaginário, fantasioso, permanecer diante desta realidade é começar a ser livre. Mas muitas vezes não gostamos do que vemos e desejamos mudá-lo, insanos e mimados que somos, de maneira a não ter que suportar o que é. Como se mudar o corpo pudesse mudar a mim mesmo! Há toda uma vida anterior, que permanece, imune a qualquer hormônio, impenetrável por qualquer bisturi.

Que mundo estranho esse, onde cada vez mais transformamos nossos corpos em moeda de troca. ‘Só posso ser se sou um belo corpo’, ‘só posso ser se sou um outro corpo’ são as afirmações de muitos. ‘Ser ou não ser um corpo’, diria um degenerado, travestido e contemporâneo Hamlet, cambaleante e miserável em sua fantástica vaidade e ignorância.

Para começar a amar o corpo é preciso começar a senti-lo, percebê-lo. Sensação, percepção, contato consciente com a vida que o anima e o mantém. É preciso que a energia da mente e a energia do corpo entrem em contato uma com a outra. É preciso que se reconciliem, que façam amor. Então, da força ativa da mente e da força passiva do corpo, algo verdadeiramente novo pode surgir.  

Esse é o caminho que talvez nos revele que o corpo é um templo sagrado. Nos revele, com sorte, a aceitação, a felicidade, o amor. “Existe um só templo no universo, e é o Corpo do Homem”. Tocamos o céu quando colocamos nossas mãos em um corpo humano”, compreendeu o escritor Novalis.

Ser é a verdadeira razão de existir através do corpo que tenho e não do corpo que gostaria de ter.

Deixar-se reduzir ao corpo apenas é impedir-se a si mesmo de Ser e amar.

Fernando Vianna é instrutor de meditação e consultor de I Ching    

ferseth@gmail.com