Notícias ON LINE

Colégio Sidarta promove ciclo de palestras com neuropsicólogo!

Escrito em 30/10/2019
Revista Tudo


Como famílias e escola podem atuar juntas para inserir na sociedade pessoas mais flexíveis e que consigam lidar com as diferentes demandas do mundo contemporâneo? Esse questionamento foi a inspiração para o ciclo de palestras que acontecerá no Colégio Sidarta, nos dias 1 e 4 de novembro. 
 
Durante os dois dias, a escola promoverá três encontros que serão abertos para toda comunidade. Para participar, os interessados deverão acessar o site https://conteudo.sidarta.org.br/ciclo-de-palestras-colegio-sidarta e se inscrever no tema de interesse. 
 
Confira a agenda abaixo:

PARA QUE SERVE A ESCOLA? EDUCAR EM TEMPOS DE INCERTEZA!

Vivemos um tempo de transformações cada vez mais céleres. Habitamos, como humanos, o mesmo planeta, mas a forma como fazemos isso é inédita. Nascemos, morremos, trabalhamos, nos relacionamos, estudamos e aprendemos de modo absolutamente único e sem precedentes. Nesse cenário, onde o constante é a mudança, onde o perene é o efêmero e onde a informação está absolutamente democratizada, resta a pergunta: para que serve uma escola no século XXI? Educar em tempos de incerteza implica olhar para o cerne do fazer educativo: o inter-humano, dentro de seus limites e de toda sua possibilidade transformadora.

Data: 1 de novembro
Horário: das 15:30 as 17:30
Local: Estrada Fernando Nobre, 1332 

 

INFÂNCIAS, ADOLESCÊNCIAS E TECNOLOGIAS: DESAFIOS HIPERMODERNOS PARA A FAMÍLIA E ESCOLA

Infância e adolescência sempre são plurais. Sua pluralidade dependerá do tempo, da cultura e da forma como cada criança e adolescente tem a chance de viver essa experiência. Nosso tempo impôs aos pais e a seus filhos um enorme desafio: lidar com as tecnologias com todas as suas maravilhas e todos os seus perigos. É justamente nesse paradoxo que reside nossa maior dificuldade: como lidar com algo que encerra tantas possibilidades e, ao mesmo tempo, tantos riscos? Esse desafio hipermoderno está posto para todos: pais, filhos e escolas. Longe da sedação vinda da autoajuda, das verdades perfeitas oriundas dos manuais e do silencio resultante da incerteza, vamos tentar construir um pensamento crítico sobre essa realidade. Assim, poderemos nos ajudar como adultos a assumir nosso papel: potencializar o positivo e minorar os perigos que envolvem a relação dos nossos filhos com as tecnologias, na atualidade,

Data: 04/11/2019 (sexta-feira)
Horário: das 07:30 as 09:30
Local: Estrada Fernando Nobre, 1332 

QUEM TEM UM SONHO NÃO DANÇA! CONTEMPORANEIDADE, ESCOLHAS E PROJETOS DE VIDA

A música dos anos 80 do século passado tinha certa razão: quem tem um sonho tem um projeto e essa é uma condição necessária para driblar a falta do norte na bússola que a contemporaneidade nos coloca. Entretanto, sonhar não é suficiente.  Viver, um tanto aprisionados ao instantâneo e ao presente, num tempo onde a única coisa certa é a mudança e a incerteza, dificulta projetar a vida e pensar no futuro. É preciso coragem e força para por nosso desejo em marcha e enraizá-lo na realidade. Talvez assim possamos escolher, projetar o futuro e desenhar uma vida que conjugue o sonho com uma possibilidade de materialização que faça sentido para cada um de nós e para o nosso coletivo.

Data: 4 de novembro
Horário: das 10:30 as 12:30   
Local: Estrada Fernando Nobre, 1332